domingo, outubro 09, 2016

Organizando e otimizando tempo.


   Conversando com algumas pessoas que estão em época de vestibular ou até mesmo no ensino superior, percebi que uma das maiores dificuldades está em organizar o tempo de estudo. Você vai precisar aprender a lidar com isso na sua vida profissional, quanto mais cedo começar a aprender sobre gerenciamento de tempo, melhor.
   Comecei a organizar meu tempo, de fato, no ano passado em que eu fazia ensino médio e pré-vestibular ao mesmo tempo (em outra cidade). Desde que comecei até hoje, percebo que é um aprimoramento, ninguém acerta no início, a organização precisa ser dinâmica e fluída.
   Sendo assim, resolvi compartilhar o que eu sei sobre isso. (Não escreverei em nível aprofundado porque primeiramente (fora temer) quero passar a visão geral)

1. Descobrir seu horário de maior produtividade.
   Eu errei muito no começo tentando estudar temas complexos durante à tarde, porque esse é o horário em que atinjo o maior nível de estresse, logo deixo a tarde para fazer tarefas mais mecânicas quando tenho janela entre aulas. À noite é o horário em que eu deixo para descansar (vou falar disso adiante) e, quando estou apertada leio algo teórico sobre alguma matéria.
   Meu horário de maior produtividade é pela manhã, não abro mão disso. Mas tenho aulas durante esse horário e intervalos curtos, como resolver? Simples, acordar antes de todo mundo.
   Há cerca de 3 semanas estou acordando às 5 da manhã durante os dias úteis, acordo antes de todos, produzo antes de todos, o preço a se pagar é terminar o dia antes de todos. Já ouviu falar do 5am club? Leia aqui sobre 7 motivos para acordar às 5 da manhã.
   Obviamente, nem todo mundo é matinal, acordar às 5 pode piorar seu desempenho, então a tarefa é sua, citei meu exemplo por referência.

2. Planejar o dia de amanhã.
   Tem um aplicativo muito útil e é fantástico para essa função. Se chama Agenda. Já ouviu falar? Aquela de papel que você escreve como faziam os neandertais. Ter uma agenda física é muito melhor do que digital, se duvidar de mim é só testar.
   Quando fizer isso pela primeira vez, tenha como base os seus dias anteriores, comece de leve e depois aprimore porque há um grande risco de planejar uma quantidade de tarefas impraticáveis. Planeje o dia de amanhã à caneta e coloque lembretes para os próximos dias a lápis. Não dá pra planejar o mês inteiro como se fôssemos robôs. (embora eu iria gostar muito)

3. Criar um modelo de planejamento fixo.
   Tem outra ferramenta que as pessoas morrem de medo de usar: planilhas. Planilhas não mordem, elas são muito atraentes na verdade. A agenda serve como um planejamento pragmático, a planilha como um planejamento idealista, um modelo. 
   Separe os horários de acordo com sua produtividade, distribua tarefas fixas em dias específicos (por exemplo: estudar matéria x, dar faxina na casa, você deve ter uma ideia do que estou falando, eu espero), marque seu horário de dormir e de acordar, seu horário de descansar, etc etc etc
   O mais importante da planilha é que você possa sempre modificar quando perceber que algo funcionaria melhor em outro horário, como eu disse, precisa ser fluído, você não vai acertar de primeira.
   E imprima, porque seu cérebro entende que coisas físicas são mais reais. 

4. Rotina boa vs Rotina de excelência.
   Não me esqueço do dia em que minha psicóloga me disse: "As pessoas bem sucedidas tem horário marcado pra se divertir". O meu erro estava em planejar produtividade e não planejar lazer. Isso porque diversão aumenta a produtividade, quando você está sobrecarregado pode ficar 8 horas na frente de uma tarefa que você vai de nada pra lugar nenhum, enquanto que quando sua mente está descansada, em 1 hora poderia ter rendido. 
   Eu ainda tenho muito o que trabalhar nessa parte, pois às vezes meu próprio estresse não me permite ter diversão. Acredito que eu esteja aprimorando ainda.
   Além disso, é importante definir o que é diversão pra você. Eu demorei a perceber que sair e ficar ouvindo gente falando futilidade me irrita ao invés de me divertir, por isso só estou fazendo isso quando acho que vale a pena. Não troco meu filme, que eu sei que vai me divertir, por sair e confiar no acaso se vou me divertir ou perder tempo.

5. Equilíbrio mental.
   Percebi que meditação me faz me sentir menos desequilibrada na vida, não no sentido espiritual, mas porque de fato toda a técnica de respiração ajuda na ansiedade. Percebi que bebida alcoólica me fazia mal e me reerguer depois era muito difícil. Percebi que acompanhamento psicológico com um bom profissional era uma forma eficiente de me manter longe da estagnação. Percebi que arrumar o meu cabelo me fazia pensar que estou cuidando de mim mesma. Percebi que notas não são muito coisa, embora eu me preocupe, não necessariamente define minha capacidade profissional. Percebi que tomar chá de camomila me dá uma sensação boa, e geralmente sensações são coisas muito difíceis para uma pessoa tão digital. (não sei se chá de camomila tem fundamentação real nisso ou é placebo, mas funciona)
   O que te traz equilíbrio?

6. Prioridades e objetivos.
   Eu tenho vontade de não estudar em um domingo e assistir minhas séries, mas não faço. Quando você tem um objetivo realmente claro na cabeça ninguém é capaz de interferir, mesmo. Você quer fazer muitas coisas, mas o que é prioridade pra você? Se você não sabe seu objetivo, você começou errado, ache-o. Eu escolhi certas coisas como prioridade na minha vida, quando você escolhe elas, você também escolhe do que vai abrir mão. Eu estou bancando o peso de ser quem eu escolhi ser.

7. Sono.
   "Já sei, vai falar que tenho que dormir 8 horas por noite."
   Na verdade não, vou dizer pra você dormir o tanto necessário para atingir seu melhor potencial durante o dia. Dormir 8 horas por noite nem sempre é a quantidade certa, isso é um mito, porém saber a sua quantidade é realmente importante. Eu não posso dormir menos de 7h30 por noite, nem mais que 9h, então tento equilibrar do jeito que me mantenha funcionando. Não adianta querer que o dia seja produtivo se você acorda cansado, colega.

8. Life hacks app.
   Agora sim eu vou falar sobre ferramentas digitais pra auxiliar. Vou indicar aplicativos que eu utilizo e que são realmente úteis. (Uso iOs)

Captura de tela do iPhone 1

Be focused - É um aplicativo baseado na Técnica Pomodoro. (Dá um google pra saber o que é)

Captura de tela do iPhone 5

Despertador de Bom Dia - Rastreador Ciclo do Sono - Ele faz as estatísticas do seu sono, monitora os ciclos do sono. (Uso a versão free)

Captura de tela do iPhone 1

Meditation Timer - Mais do que musiquinhas, para meditar você precisa de um timer específico. Os aplicativos de musiquinhas não faltam, mas gosto do silêncio.

Captura de tela do iPhone 5

Pacifica - Anxiety, Stress, & Depression relief - Aquela parte da saúde mental...

9. Seja flexível consigo mesmo.
   Incógnita. Ainda não sei como fazer isso.

"Ah, mas eu não tenho tempo." - Se eu te mostrar minha planilha você chora.
"Ah, mas como faz com a preguiça e a procrastinação?" - Se você está perguntando isso, essa postagem não é pra você.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê seu pitaco nessa postagem também!