sexta-feira, maio 23, 2014

Resenhando: O Teorema Katherine

(Frio + chuva+ café + Colin e seu teorema = )

Olá gente!
Se existem coisas que me encantam e me deixam completamente inebriada por momentos imaginários e fantasiada por estes, essas 'coisas' são os livros! Eu sou completamente apaixonada por eles!
Está aí um fato sobre mim que, não importa se você já sabia, se já havia lido em alguma rede social ou até mesmo aqui no blog (página sobre a equipe), eu nunca vou me cansar de dizer. Porém (como praticamente tudo tem um "mas"), eu não sou do tipo que consegue fazer uma boa resenha sem soltar alguns spoilers e, talvez seja por isso que eu nunca postei nenhuma a respeito dos livros que já li, aqui no blog. Mas vamos lá, tudo tem sua primeira vez... 
O livro tem 304 páginas e foi publicado pela editora Intrínseca no ano de 2013. Confesso que estava animada para ler essa autoria do John Green, o autor que escreveu um dos meu livros preferidos (A Culpa é das Estrelas), a um bom tempo mas, digamos que a preguiça falou mais alto -até a semana passada-. Li várias críticas a respeito e vi que várias pessoas tinham uma visão negativa sobre o livro, então eu fui conferir. 
Colin Singleton é um garoto prodígio que começou a ler aos dois anos de idade (nessa idade, aposto que meus hobbies favoritos eram fazer cocô, andar, comer e brincar, e não ler, mas enfim...) e que adora fazer anagramas com as palavras. Colin tem uma certa queda por garotas chamadas Katherines e, no final das contas, é sempre o Terminado (e as Katherines são as Terminantes). 
-Para você que não entendeu, Terminantes são as pessoas que terminam o relacionamento e, no caso de Colin, todos os seus relacionamentos foram terminados pelas Katherines.-
“Quando se trata de garotas (e, no caso de Colin, quase sempre se tratava), todo mundo tem seu tipo. O de Colin Singleton não é físico, mas linguístico: ele gosta de Katherines. E não de Katies, nem Kats, nem Kitties, nem Cathys, nem Rynns, nem Trinas, nem Kays, nem – Deus o livre – Catherines. K-A-T-H-E-R-I-N-E. Já teve dezenove namoradas. Todas chamadas Katherine. E todas elas – cada uma, individualmente falando – terminaram com ele.”
19 Katherines, por enquanto... 
Com o término do namoro entre Colin e a Katherine XIX, o garoto completamente arrasado e se sentindo um inútil total, parte para uma viagem sem rumo e sem objetivo, juntamente com seu amigo Hassan. E então, se encontram em uma cidade bem pequena situada no Teneese. 
Colin entra em fundo na tentativa de criar o seu teorema e fazer com que este funcione. No meio do livro aparecem gráficos e fórmulas sobre isso e, para falar a verdade, foi o que eu achei mais interessante: incrementar matemática à história do garoto -para você que não gosta de matemática: o livro continua sendo um encanto mesmo sem os números. Mas tente entender assim mesmo...-. 
Várias coisas acontecem aos dois amigos e, mesmo não percebendo, Colin consegue "esquecer" um pouco sobre os acontecimentos que "machucaram" sua vida, dando uma chance ao destino e aos prazeres da vida... 
Como? Bem, isso você vai ter que descobrir... 

(Esse livro é um tremendo fotogênico -fotos tiradas por mim)

Eu me apaixonei pela história. Talvez porque eu não tenha criado expectativa alguma sobre o livro, ou porque talvez o livro seja, simplesmente, adorável. Uma coisa que aprendi: não adianta querer fazer comparações entre os temas, o visual dos livros, as narrativas e, principalmente, entre as obras do autor (no caso, entre as obras do John Green). Cada livro tem sua essência.
E, particularmente, eu me apaixonei por essa.
Xoxo. 

Comentários
10 Comentários

10 comentários:

  1. Ain que lindo.
    Também estou louco para ler esse, não só esse, mas todas as do John. Desde que li 'A Culpa é das Estrelas' ele me pareceu um ótimo autor.

    http://garotoimpulsivo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois leia, rsrs não vai de arrepender... Particularmente, gosto bastante do John! Rs beijo!

      Excluir
  2. Nunca li nada do autor,mas fico muito feliz com sua aprovação porque agora vou querer ler logo e logo.
    Bloody Kisses!
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Super indico livros do John, é uma leitura simples e interessante, não me canso enquanto leio... Haha espero que goste quando for ler. Um beijo!

      Excluir
  3. Já fui muito julgada por isso, não nunca li "A culpa é das estrelas" e nunca li nenhum livro de John Green. Estou meio "traumatizada" de best-sellers, sabe? Me decepcionei com muitos até chegar a essa conclusão, então tenho buscado outras coisas pra ler. Mas, quem sabe, qualquer dia desses eu acorde na vontade... rs.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu te entendo. Realmente existem alguns best-sellers que não merecem o título... Mas não procure criar expectativas com um livro, a maioria deles quebram estas quando você as cria... Rsrs espero que acorde na vontade e leia. Vale a pena! Beijo!

      Excluir
  4. Minha irmã tá louca pra ler esse livro! Vou mostrar sua resenha pra ela <3


    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mostre haha... Acho que o que pode ser "cansativo" nesse livro é o teorema em si -como eu disse, pra quem não gosta de matemática-. Mas vale a indicação rsrs! Beijo!!!

      Excluir
  5. Oi Gabriela, concordo plenamente com o que você disse, cada livro tem sua essência. E embora A culpa é das estrelas seja adorável e também esteja entre meus livros favoritos, O Teorema Katherine tem sua beleza e doçura pessoal. Também tinha lido algumas críticas a respeito do mesmo, mas nas férias de julho da ano passado comecei a ler e mal demorei três dias para terminar. Gostei bastante da história, principalmente do Hassan, garoto hilário. *-*
    Parabéns pela resenha ><
    Se não tivesse lido o livro, você com certeza teria conseguido me convencer a ler!
    Lindo o blog de vocês.
    Beijinhos ;*

    http://princesas-adoradoras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Thaís! Fico muito feliz em saber que pensa como eu... É claro que vamos encontrar livros que não possuem boas críticas a respeito, mas acho que vale dar uma espiada, já que as opiniões variam de um indivíduo a outro... Fico muito feliz que tenha gostado do blog e da resenha, mesmo. :D um beijo!

      Excluir