domingo, setembro 29, 2013

Olhos castanhos, sextas-feiras e placas de carros



    Thomas, 18 anos, um sorriso encantador e uma estranha mania de não parar quieto. Era uma noite de sexta-feira 13, mas para Rachel nada parecia assustador quando estava a seu lado. 
    Sabemos, mais do que ninguém, que não podemos nos apaixonar por um par de lindos olhos castanhos. Noites preenchidas por música, amigos e luar eram o cenário do que parecia uma linda história de amor digna de contos românticos. 
    Tudo aconteceu e sem perceber seus olhos percorriam a multidão em busca do que seu coração julgava certo. Sem perceber já tinha decorado a placa do seu carro, seu número de telefone e rg.
    Sabe aquela velha frase clichê que diz "Nunca sabemos se vai durar uma noite ou uma vida inteira"? Para Thomas, era coisa passageira, e mesmo a fazendo se sentir especial ele já não era aquele garoto tímido que estava a espera do seu encaixe perfeito. 
     Hoje o dia amanheceu mais triste, não, não é uma sexta-feira 13. Era apenas mais um dia nublado do mês de setembro, no qual ela teria que estudar para três provas finais. Estava claro que tudo não passou de uma decepção, estava escrito que seria assim, todos crescem um pouco mais a cada dia. Rachel só não esquecera aquele mês de maio toda vez que Clarice Falcão ou Charlie Brown atravessavam sua playlist. 

Comentários
13 Comentários

13 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigada Fran!
      Sabe como é, a história que o inspirou que é perfeita! Beijos <3

      Excluir
  2. Olá!

    Sempre temos que aprender a lidar com as decepções.
    E que fiquem as lembranças.
    Belo texto.

    Beijos

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz parte né Fran! Infelizmente é aprendemos muito com a dor! Beijos

      Excluir
  3. Nossa pior que essa situação é mais comum do que podemos imaginar. Gostei do texto...e ainda mais da citações dos cantores no final.^^
    Beijos!
    Paloma Viricio-Jornalismo na Alma.

    ResponderExcluir
  4. Decepções deixam um buraco gigante, como se acostumar com elas?! Gostei do texto, simples e bonito. Parabéns :)


    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderExcluir
  5. Ah quem nunca passou por isso, né? Triste mas necessário! :c

    www.adolecentro.com/

    ResponderExcluir
  6. Decepções a parte, o texto é lindo.

    Beijos
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  7. Bem legal o texto!

    Bjux, Jell
    www.urbanoeretro.com.br

    ResponderExcluir